Arquivo da tag: poesia

Mãos dadas

MÃOS DADAS NÃO SEREI o poeta de um mundo caduco. Também não cantarei o mundo futuro. Estou preso à vida e olho meus companheiros. Estão taciturnos mas nutrem grandes esperanças. Entre eles, considero a enorme realidade. O presente é tão … Continuar lendo

Publicado em Literatura adorada, Pílulas de poesia | Marcado com , | Deixe um comentário