Arquivo da categoria: Pílulas de poesia

mãe, você nem acredita

tem muita gente estranha e esquisita em São Paulo eu gosto de andar com elas ô mãe, o que nos dita aquela sensação que faz se sentir em casa? Brincando com a canção “Mãe Sampa”, de Paulo Vieira

Publicado em Do espírito, Música, Pílulas de poesia | Marcado com , , | Deixe um comentário