orarei a Oxum


orarei a Oxum,
que adoro Oxum
sei que sim

quem sabe venha buscar-me em festa

Oxum que cura com água fresca
sem gota de sangue

dona do oculto
a que sabe e cala
no puro frescor de sua morada

oh, minha mãe
rainha dos rios
água que faz crescer as crianças

dona da brisa de lagos
corpo divino sem osso nem sangue

eu saúdo quem rompe na guerra
senhora das águas que correm caladas

Oxum das águas de todo som

água da aurora no mar agora
bela mãe da grinalda de flores
alegria da minha manhã

Ipondá que se oculta no escuro
de longe me chega a cintilação de seus cílios

Oxum é água que aparta a morte
Oxum melhora a cabeça ruim

a yê yê orarei

bendita onda que inunda a casa do traidor

Oxum que eu bendigo na boca do dia
Oxum que eu adoro
rica de dons
riqueza dos rios

Oxum que chamei
que não chamei

Adê-okô, senhora das águas

vem dançar comigo








Louvação a Oxum – Maria Bethânia


Sobre Ani

Outros que contem passo por passo | Eu morro ontem | Nasço amanhã | Ando onde há espaço: | – Meu tempo é quando. ~Vinicius de Moraes~
Esse post foi publicado em Homenagens, Música, Nossa cultura e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s