vermelha




senhora dos ventos, das tempestades,
das horas aflitas, das almas perdidas,
dona de todas as direções,
piedade de nós,
criaturas que vivemos à beira dos abismos,
alheios ao amor,
emprestai-nos tua decisão, tua coragem,
para o encontro do saber,
de nosso próprio ser,
dai-nos um roteiro de esperança e triunfo,
erradicai a pobreza de nossos territórios,
de nossos sentimentos,
orientai-nos para a verdade,
encorajai-nos,
senhora da lei e dos raios,
para que nossa mente siga siga uma só direção:
amar o bem comum

Êparrei, Iansã!






Sobre Ani

Outros que contem passo por passo | Eu morro ontem | Nasço amanhã | Ando onde há espaço: | – Meu tempo é quando. ~Vinicius de Moraes~
Esse post foi publicado em Nossa cultura e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s