vai lá, escava, tira tudo o que tem e é só o que interessa?


“É muito descaso, sabe-se lá de quem: se das empreiteiras, se da Samarco em si. O que se sabe é que não tinha um sistema de alerta, nenhum apito de aviso de que corria o risco de todo mudo morrer soterrado.”

Justamente nestes dias eu conversava com alguém sobre o estranho e pouco convincente pânico dos microorganismos que tem inviabilizado o negócio de pequenos produtores de leite e queijos. Pois é. Os microorganismos do leite não industrializado, que perigaço, não? Não sei como a humanidade resistiu tanto tempo sem o leite de caixinha de grandes indústrias. A sensação é que há um tipo de massacre invisível que cerca iniciativas de pequenos empreendimentos por vários lados, e evidentemente beneficia o tempo todo os grandes monopólios. E agora estou aqui me perguntando por que mineradoras não precisam ter nenhuma responsabilidade com o entorno e com vidas que colocam em alto risco. Pequenos produtores e microorganismos do leite são uma grande ameaça à saúde (talvez à humanidade?) Mas as construtoras que estão destruindo as cidades para vender gaiolas cada vez mais minúsculas a preços extorsivos, os lobbies das automobilísticas que conceberam a urbanização para favorecer a venda insustentável carros tornando as cidades umas coisas hostis aos pedestres e intransitáveis, a indústria do tabaco, as mineradoras devastadoras etc., não precisam ter nenhuma preocupação com os impactos humanos e naturais que causam, com nenhum questionamento, com nenhuma responsabilização. Então tá. Deve ter a ver com o iluminador conceito de meritocracia.



Bento Rodrigues

Distrito de Bento Rodrigues foi tomado pela Lama (Divulgação Bombeiros)

Itatiaia, 06/11/2015

DIRETORA DE ESCOLA SOTERRADA TIROU 70 ALUNOS 20 MINUTOS ANTES DE IMÓVEL SER TOMADO PELA LAMA

Os 70 estudantes que estavam em uma das escolas de Bento Rodrigues, distrito de Mariana, no momento do rompimento das duas barragens da Samarco conseguiram deixar o local antes da chegada do ‘rio de lama’ que soterrou a instituição de ensino, nessa quinta-feira.

A boa notícia foi confirmada à reportagem da Itatiaia por uma aluna de 14 anos, que estava na escola. Ainda em choque e chorando muito, Elisiane contou que a diretora da instituição conseguiu tirar os 70 estudantes 20 minutos antes de a lama atingir o imóvel. “Eu perdi tudo”, disse a adolescente, que estava só com a ‘roupa do corpo’.

Os moradores de Bento Rodrigues são levados para pontos de apoio em Mariana. Três ônibus com desabrigados chegaram a um ginásio da cidade, onde parte da equipe da Itatiaia se encontra. Algumas pessoas chegam ao local apenas com roupa do corpo, sujas de lama e inconsoláveis.

Hospital

No hospital de Mariana, onde vítimas da tragédia recebem os primeiros socorros, familiares buscam informações a todo momento. Uma moradora conta um pai viu dois filhos sendo arrastados pela lama.

“O único sentimento que tem é de revolta. É muito descaso, sabe-se lá de quem: se das empreiteiras, se da Samarco em si. O que se sabe é que não tinha um sistema de alerta, nenhum apito de aviso de que corria o risco de todo mudo morrer soterrado. Como se hoje em dia a vítima do ser humano fosse banal, porque vai lá, escava, tira tudo que tem e é só o que interessa. Não preocuparam se crianças iriam morrer, se escolas ficariam soterradas. É uma vida, é tudo”, disse a moradora.

Sobre Ani

Outros que contem passo por passo | Eu morro ontem | Nasço amanhã | Ando onde há espaço: | – Meu tempo é quando. ~Vinicius de Moraes~
Esse post foi publicado em Violências e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s