Arquivo do mês: novembro 2012

Conto da lua cheia

Tempo faz. Tempo desfaz. Sempre. NO RASTRO DA LUA CHEIA Almir Sater/Renato Teixeira No quintal lá de casa passava um pequeno rio que descia lá da serra ligeiro escorregadio. A agua era cristalina que dava pra ver o chão ia … Continuar lendo

Publicado em Música, Pílulas de poesia | Marcado com | Deixe um comentário