Da parcialidade midiática


Como se o puro fato de um corrupto ser irmão do secretário de fulano (ou mesmo irmão de fulano) necessariamente dissesse algo sobre o fulano, né? Mas pior que criar título com cara de futriquice de bar de esquina é a diferença de tratamento descarada. De arrepiar. #VadeRetro



CBN troca a notícia

SECRETÁRIO DE QUEM? CBN DIVULGA INFORMAÇÃO ERRADA PARA TENTAR ASSOCIAR HADDAD À CORRUPÇÃO

 SPressoSP, 17/04/2015

Em uma nota divulgada em seu site, a rádio escreveu sobre suposto envolvimento do “irmão do secretário de Haddad” em esquema de corrupção; o secretário em questão, no entanto, é de Alckmin

Por Ivan Longo

Parte do Grupo Globo, a rádio CBN cometeu o que aparenta ser uma tentativa de associar o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), à corrupção. Isso porque, na tarde desta quinta-feira (16), foi divulgada uma nota no site da rádio com a seguinte chamada: “Irmão de secretário de Haddad é denunciado por envolvimento na Máfia do ISS”.

A nota se refere ao suposto envolvimento de Marco Aurélio Garcia no caso. Garcia, no entanto, diferentemente do que diz o título, não é irmão de um secretário de Haddad. Ele é irmão, na verdade, do secretário estadual de habitação Rodrigo Garcia. Ou seja, secretário do governador Geraldo Alckmin (PSDB), indicado pelo próprio Alckmin.

cbn-haddad

Apesar de no texto conter a informação de que Rodrigo Garcia é secretário estadual, não há qualquer menção à Alckmin como foi feita a Haddad no título.

À primeira vista, pode parecer apenas mais um equívoco de redação ou apuração. Ao observar a correção da nota postada depois, no entanto, fica evidente que a primeira chamada tinha um objetivo claro de associar o prefeito petista ao caso de corrupção. Na nota corrigida, o título é apenas “Sete são denunciados por lavagem de dinheiro na Máfia do ISS em SP”, sem nenhum tipo de associação do secretário e seu irmão a Alckmin, como foi feito na primeira nota com Haddad.



cbn-haddad-2

Brasil 247, 17/04/2015

CBN troca a notícia 2

Publicado em Política, Violências | Marcado com , , , | Deixe um comentário